Medieval Legends 2013
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 REGRAS GERAIS

Ir em baixo 
AutorMensagem
Administração do Jogo
Administrador
Administrador
avatar

Data de inscrição : 15/05/2013
Mensagens : 63

MensagemAssunto: REGRAS GERAIS   Ter Maio 21, 2013 11:45 pm

0.0 - Introdução
─────────────

Os jogos de RPG têm como principal referência, o fato de seus jogadores disporem de liberdade ao tomarem suas decisões a respeito das ações de seus personagens. A interpretação, principal motivação do jogo, só ganha sua total dimensão quando for utilizada em conjunto com a imaginação. Um jogo sem criatividade, sem imaginação, é um jogo vazio, fraco, sem graça, mesmo que seus jogadores sejam exímios atores. O mesmo se aplica para o planejamento e para o improviso, afinal de contas, em RPG nada sai exatamente como o esperado, tanto o jogador como o Mestre devem saber como lidar em situações que fogem do controle, por exemplo: O computador de fulano pegou vírus e ficará sem entrar durante um tempo, daí atrasou o resto da interpretação no clã ou em um determinado tópico, entre outros problemas. Contudo é necessário bolar algum plano inicial ou final para alcançar seus objetivos.

É para auxiliar nestas dualidades que existem as regras. As regras dos jogos de RPG existem para facilitar a vida dos jogadores, permitindo que interpretem, planejem que usem sua criatividade em seus jogos. As regras são métodos que permitem traduzir as intenções, ações e emoções dos personagens quando interagem entre si. As regras também representam métodos sobre como resolver pendências, tais como combates individuais ou em grandes proporções, efeitos sobre-naturais ou o uso de superpoderes, enfim, para permitir aos jogadores que possam dar asas a sua imaginação e realizar tudo aquilo que tiverem em mente durante seus jogos.

A grande maioria das regras procura se aproximar o máximo possível da realidade, buscando ser o mais verossímeis possíveis, porém sem sacrificar com isto sua jogabilidade, ou seja, sem estragar a diversão. Nem todos conseguem realizar este intento corretamente, muitas vezes, um conjunto de regras extremamente detalhista em seus elementos, capaz de agradar aos críticos, não consegue ser atraente o suficiente para conquistar um publico maior e com isto, tornar-se popular. Isto significa que, para cada conjunto de regras, além de seu potencial como entretenimento, carrega também algum tipo de desvantagem. Um sistema de regras demasiadamente complicado não quer dizer que o jogo será igualmente interessante para um determinado tipo de jogador, da mesma forma que um sistema mais simples pode acabar se tornando maçante, justamente por não ter um certo grau de dificuldade ou de elementos para dar mais conteúdo ao jogo.

Cada “grupo” de jogo é composto por pessoas que possuem, até certo ponto, características em comum. Por mais diferentes que sejam suas atitudes, pensamentos, política, cada moderador entra em acordo com um determinado sistema de jogo, cujas características lhes sejam mais agradáveis aos membros e fáceis de assimilar. Isto apenas serve para comprovar que não existe esta de que um grupo joga melhor do que outro e sim que um determinado jogo funciona melhor para eles do que outro. Um grupo que esteja mais interessado em jogos mais detalhistas, também conhecidos como realistas, podem não se dar tão bem com jogos mais simples. Por outro lado, um grupo formado por pessoas com pouco tempo ou com pouco interesse em regras complicadas, pode não se dar bem em utilizar tais sistemas.

O curioso é que, diferente do Futebol, RPG não é uma competição. Paciência, vai entender...

Mesmo com um sistema e uma proposta temática escolhida, ainda assim muitos jogadores acabam insatisfeitos com determinados conceitos que, acabam sendo representados nas regras. Para se adequar, muitos jogadores acabam fazendo “alterações” nas regras de forma que se tornem compatíveis com seus gostos pessoais, formando assim as famosas regras caseiras. Muitas vezes, estas mudanças são tão profundas que acabam dando origem a um outro tipo de sistema de jogo, completamente novo e que pode acabar se tornando igualmente popular por representar o gosto de outros grupos.

Disto verifica-se que todas as regras de RPG, incluindo as oficiais, são opcionais. O que conta é a diversão que cada grupo ou jogador pode obter e não a necessidade de parecer estar envolvido em uma prova do vestibular. As escolhas a respeito da utilização ou não de uma determinada regra ou todo um conjunto é feita de forma individual, a escolha coletiva existe quando este se encontra com outros que pensam de forma semelhante, geralmente aqueles que adotam um mesmo sistema, mas mesmo assim podem existir diferenças. De qualquer forma, todos ao começar um jogo, devem chegar a um consenso, ou não haverá jogo e, portanto, não existirá um grupo com a qual se relacionar.

Para finalizar este papo, notamos que cada jogador pode concordar ou discordar de um determinado sistema, seja em uma determinada regra ou com todo o seu conjunto que, neste caso, passaria a ser adotado por outro. Contudo, existem certas regras em RPG que não podem ser burladas de forma alguma, justamente para manter a coesão e a unidade dos grupos de jogo, além da qualidade dos jogos existentes. Chamo estas regras fundamentais de leis e aqui eu as divido em três tipos fundamentais:

01 ▬ O RPG deve, precisa, ser divertido para todos os membros de um grupo de jogo;
02 ▬ Os moderadores tem a palavra final, desde que mantenha a diversão do jogo para todos;
03 ▬ Todas as regras, mesmo que declaradas como Oficiais, são opcionais. Desde que os moderadores estejam de acordo e que mantenha a diversão do jogo para todos os membros do grupo.

É um ponto de vista bem diferente do que se costuma ouvir por ai, mas não deixa de ser uma opinião. Se concordar ou não com ela, isto quem decide é você.
As regras são trilhas opcionais a serem percorridas e não trilhos obrigatórios a serem seguidos. Quando for jogar, verifique se aquilo que esta jogando esta mesmo da forma como gostaria, pois se não estiver e isto realmente lhe incomodar, sinta-se livre para fazer as alterações necessárias. Converse com seus colegas e descubra o que possuem em comum e façam aquilo que for necessário para se divertir. Não se sinta incomodado se alguém lhe disser que isto esta certo ou aquilo está errado, pois o RPG é um jogo que acima de tudo, leva em conta as escolhas e opções. Se optar seguir apenas aquilo que for oficial, ótimo, se desejar quebrar as regras por achar isto mais interessante, ótimo, porém sofrerá conseqüências. (:
Espero que tenham gostado e interpretado bem o meu ponto de vista em relação às regras. A moderação agradece o tempo e a compreensão.

Referente Ao Fórum:

0.1 - Primeiramente deve ficar claro que esta é uma comunidade para o divertimento dos membros que nela participam. QUALQUER Propaganda irregular ou não autorizada será deletada sem aviso prévio. QUALQUER tentativa de iniciação de tumultos, brigas ou ofensas tanto em On quanto em Off serão vedadas, assim como os membros que nela estiverem envolvidos.

0.2 - A Comunidade pretende estar sempre melhorando em pró da jogabilidade e da funcionalidade do sistema aqui disposto para o melhor entretenimento dos participantes.

0.3 - Deve-se lembrar, que o moderador tem grande poderes dados a ele, e haverá um tópico para que seja dito todos os poderes, e é claro, para que se escolha os moderadores, mas de forma alguma um moderador pode apagar, posts, tópicos de ações de um player, isso será analisado e encaminhado a moderação, que tomará as devidas circunstâncias

0.4 - A Comunidade aceita membros de O Senhor dos Anéis, Fakes Medievais dentre outros que devem ser avaliados pelo Moderador ou pela Moderação, não admitindo absolutamente desta forma seres incabíveis como: Power Rangers, Simpsons e etc, caso tais fakes surgem serão encaminhados pela Moderação ou pelo Moderador a modificarem e adaptarem seus fakes ao jogo atual.

0.5 - Não é permitido menção do uso de habilidades do estilo: INVULNERABILIDADE, IMORTALIDADE, estes serão VEDADOS, assim como quem os usa, por isso lembre sempre de usar o bom senso e a coerência de acordo com o seu personagem.

Essa não é uma regra, mas sim um pedido para que os personagens futuramente que serem interpretados sejam como as próprias obras de George Lucas fazem elas serem, peço também para que os players tentarem interpretar com mais afinco seu personagem, vendo pelo lado "rpgístico" do jogo. Tentem viajar mais, fazerem coisas mais comuns do que comandar exércitos, irem em festas e conselhos e postarem sempre as mesmas ações em guerra (Sim, afirmo a todos que acaba sendo assim a mesma coisa em todos os posts: avanço do exército, queda de não sei quantos do inimigo e mudança de formação tática. Mesmo sendo em diferentes palavras, o contexto é o mesmo.). Tentem fazer pequenas quests, aventuras que não demonstrem somente poderio e exibição de ataques fantásticos. Interagir um com o outro, fortalecer laços, partir em pequenas aventuras, com amigos de verdade... aí está o rpg! Imaginem uma caverna a ser vasculhada, um precioso artefato a ser transportado sem a percepção do inimigo, a procura por novas terras a serem ocupadas... Quantas oportunidades pode ser abertas pela sua simples imaginação!

1º TEMA : FOCO DO JOGO.

O foco deste Role-playing game (RPG, traduzido como "jogo de interpretação de Personagens") é a Era Medieval, que se passa no século VIII, que engloba vários pontos únicos e interessantes, como as diferentes raças dos elfos e anões, e também os magos; os conflitos entre pagãos e cristãos.

Um RPG é um tipo de jogo em que os jogadores assumem os papéis de personagens e criam narrativas colaborativamente. O progresso de um jogo se dá de acordo com um sistema de regras pré-determinado, dentro das quais os jogadores podem improvisar livremente. As escolhas dos jogadores determinam a direção que o jogo irá tomar. Então, as narrativas e interpretações no Medieval Legends, utilizarão de elementos reais ou não do período medieval. Quaisquer utilização no jogo, de algo que não esteja no contexto Medieval ou fantasia, será automaticamente desconsiderado, mas iremos analisar este ponto de forma mais cuidadosa em outro tema mais para frente.

QUANTO AOS ORIGINAIS

Os jogadores possuem total liberdade para serem o que quiserem no jogo. Seja um Templário, um Viking, um Mago, um elfo, um anão, de qual raça preferirem. Lembrando, que são as escolhas do jogador.

Ele faz as táticas e ações que preferir, e é bom que esteja ciente das conseqüências delas – sejam boas ou ruins. Estamos falando de personagens criados. Um personagem criado é um personagem original, inexistente na História original, ou seja, foi criado pelo jogador. Isso é muito interessante, porque, realmente ajuda e incita na elaboração de quadros e ações diferentes, sem se limitar as mesmas histórias contadas no período medieval oficial oficial.

Para criar um personagem, necessita de uma boa história, que faça sentido, claro. Mas é só isso? Tendo o conhecimento das regras desse RPG e uma boa história, estará pronto para ingressar nesse universo, meu amigo!

QUANTO ÀS FACÇÕES, ORGANIZAÇÕES E IMPÉRIOS

Neste jogo de interpretação basado em Middle Ages, o jogador tem a disposição três facções principais (porém futuramente poderá ter a opção de criar uma facção, uma organização ou até mesmo um império - contanto que POSSUA os requisitos PRECISOS para ser aceito dentro do contexto do RPG). Existem facções Pagãs - aquelas que não aceitam o Cristianismo como religião oficial - e as Cristãs - por nome - facções cujas crenças religiosas são baseadas apenas em rituais cristãos, com a presença de apenas um deus. Estas facções repudiam crenças pagãs e podem sim destruir templos de adoração a deuses, causar guerras religiosas e até mesmo formas cruzadas. É claro que para que isso ocorra (antes de 1.099, ano das primeiras cruzadas), terão de ter razões LÓGICAS. Nada acontece por acaso. Nada ocorre sem razões. Tratados econômicos, militares e políticos poderão ser feitos (mas recomenda-se que facções Pagãs não sejam aliadas às facções de cunho Cristão já que, historicamente, isso não acontecia), caso os jogadores desejem. Para ser considerado um império (caso futuramente haja possibilidades de criar organizações e facções), será preciso conquistar uma quantidade X de territórios ainda a ser estipulada pela Moderação.

Ao fazer personagens OFICIAIS (isto é, que de fato existiram), estes serão automaticamente filiados aos lados às quais pertenceram historicamente. Os personagens "fanons" podem se filiar a onde bem desejarem. Estas são as facções atualmente presentes no jogo:

Cristãos - Vikings - Búlgaros

Cristãos
Os Cristãos possuem crença em Jesus Cristo e detém Deus como seu único deus - não há politeísmo. Na época do jogo eles existem a pelo menos oitocentos anos e já dominam partes substanciais da Europa. Países/territórios Cristãos: Reino Unido e todos os seus reinos.

Vikings
Aparecidos recentemente (século VIII), são Pagãos e habitam todas as regiões nórdicas ao extremo norte Europeu. (Para quem não sabe, paganismo envolve crença em diversos deuses.)

Bulgária (OU Primeiro Império Búlgaro)
Durante o século VIII, a Bulgária é um Império, banhado pelo Mar Báltico MAS com saídas ao Mediterrâneo graças às várias zonas de estreitos existentes na região. Não adota as premissas Cristãs como religião principal, sendo um império PAGÃO por bons séculos. É controlada por um rei/Imperador (PERFIL ou NPC).


QUANTO AO MODO DE POSTAGEM

Em um jogo de interpretação, é vital que os jogadores conheçam o mínimo de bom senso, respeito, coerência, gramática e ortografia para narrar ações através dos textos. E é claro, conhecimento mínimo sobre o foco do jogo: A época Medieval. O modo de postagem de cada jogador fica ao critério do mesmo, desde é claro, que passe de forma transparente e objetiva o que tinha em mente ao redigir a ação. Se a ação não for bem descrita, seu adversário poderá se aproveitar disso, interpretando da maneira que ele quiser, os fatos não citados.

O jogador pode utilizar de quaisquer recursos para deixar a narração mais clara, como caracteres, cores diferentes, imagens, etc. Vídeos só podem ser postados para finalidades musicais (tema para a ação) ou para mostrar uma ação já descrita no texto. Mas lembre-se que uma linguagem simples e escrita direta já pode bastar para um ótimo divertimento.

É expressamemte proibido narrar ações do seu oponente, independente da natureza e contexto desta. Narre apenas a sua ação e espere a reação do oponente. Por Exemplo, nunca que irá invadir e tomar uma base em um poste. Deve-se relevar as defesas e contexto do local, e mesmo que não aja defesa, o oponente detem de direito de resposta.

O tempo máximo de espera para um post é de 72 horas (3 dias). Após ter passado o tempo-limite para postar, a vez do jogador será pulada, e seu(s) aliado(s) ou inimigo(s) poderão postar novamente. Caso o jogador não tenha postado, a sua ação continuará sendo a do post anterior. Ex: "O mestre jedi esta andando na floresta". "Aparece um sith e ataca o jedi". Após o passar do tempo-limite e o jedi não tiver postado ainda, ele será considerado como morto, já que ele continuou andando e não tentou se defender do sith.Paraque isso não ocorra, o jogador deveavisar que não poderá postar e o motivo deve ser legítimo. Ou seja, não pode ser nada do algo "não posto porque não quero", entre coisas do gênero.

Como todos também podem ver, é possível a edição dos posts que cada jogador postou no Fórum. Porém, é EXPRESSAMENTE PROIBIDO a edição de qualquer post (tanto por parte do personagem como por parte do moderador) sem o aval da moderação. Caso a edição ocorra sem aval de pelo menos um dos moderadores/administradores, o autor da edição sofrerá uma severa punição (isso vale também para membros da moderação).

QUANTO A MODERAÇÃO

A moderação do Medieval Legends é composta por moderadores e colaboradores. Os moderadores são aqueles que dão pareceres, mantem a ordem no RPG, elaboram regras e emitem punições quando necessário. Eles agiram estritamente no cumprimento do dever legal, ou seja, não farão excessos e seus dizeres sempre serão baseados em principios e regras do RPG e do fórum. O jogador tem pleno direito de argumentar, com respeito e em tom formal, se não concorda com determinado parecer ou postura. Caso não tenha argumentos, será desconsiderado, e caso não se faça uso do respeito, será punido de acordo. Os moderadores falam apenas uma vez - e para manter a ordem, devem ser seguidos.

Os Colaboradores ajudam nas tarefas dos moderadores, mas não possuem poder sobre as regras, não podem dar pareceres e nem aplicar punições, tal como banimento - mas podem tomar posturas corretivas perante o infrator. São auxiliares - que contribuem para o crescimento do fórum e do RPG e seus projetos. Todo colaborador, e também moderador, são pessoas com VASTO conhecimento do tema do jogo - logo sabem bem com o que estão lidando e nunca irão extrapolar o que o tema do RPG apresenta.

Para tirar duvidas sobre coisas especificas, contacte um dos colaboradores que tem dominio na referida área. Para pareceres, peça qualquer um dos moderadores. Se um colaborador não conseguir sanar suas duvidas, ou se este não for satisfatório, procure um moderador competente tambem na área em que necessita.

QUANTO AO ÂMBITO MILITAR

Os Impérios e Governos em geral devem ter atenção ao declarar seus exercitos e frotas em seus dominios. Para cada navio produzido, deve-se haver o registro de produção, ou seja, deve postar quando foram produzidos. Também é preciso estar atento se o império/região têm o necessário para produzir armamentos. Equipamentos navais e armas, necessitam de recursos, tanto minerais quanto metais. Estes podem ser adquiridos em outros império ou nas próprias regiões, alguns deles possuem vasta quantidade de recursos. Então, para que determinado número de navios ou exército seja válido, deve-se ressaltar de onde sairam os recursos para construí -los, e se eram suficientes. Navios e exércitos também podem ser compradas de empresas ou organizações, o que dependerá do capital de cada governo. NAVIOS podem ser roubados em batalhas navais, mas a ação precisa ser postada.

Os exercitos variam de acordo com o regime e população de cada região. Por exemplo, uma república ou sistema democrático sempre terá um exercito mais fraco e menos numeroso que um império. Não haverá exércitos gigantescos, afinal de contas a população residente de um reinado ou império jamais largaria a economia local apenas para dedicar-se inteiramente às guerras. O que não deve ocorrer é o exagero: nenhum governo, território e império possuirá exércitos com milhões de soldados mais centenas de unidades de ataque terrestre (até porque a população em vários lugares mal passava dos milhões pelo século VIII).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://medievallegends.forumeiros.com
 
REGRAS GERAIS
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Regras Gerais de Jogabilidade
» Regras Gerais do Fórum Lodoss RPG
» Regras Departamento Tecnológico
» [REGRAS]Jogos Mortais.
» Regras e Adendos - — Trick or Treat (Halloween)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Medieval Legends :: MEDIEVAL LEGENDS :: MEDIEVAL LEGENDS :: Regras Gerais, Tabelas e Listas-
Ir para: